Biografia

Autor e escritor

José Carlos Rolhano Laitano é membro da Academia Rio-Grandense de Letras, da qual foi Presidente na gestão 2018-19 e único sócio honorário da SNC Libri, Roma, Itália. Profere palestras em cursos de criação literária, sendo autor de 19 obras solo de ficção, romances e contos e 25 obras em coletâneas no Brasil.

1959 – Foi Presidente do Centro de Estudos Brasileiros Alberto Pasqualini, do Colégio Nossa Senhora do Rosário, Porto Alegre, RS.

1960 – Escreveu a série de programas Rádio Turismo, na Rádio Triunfo, Porto Alegre.

1962 a 1964 – Foi Diretor Cultural da União Gaúcha dos Estudantes Secundários, organizando e dirigindo o Jograis da Uges, percorrendo o Estado com apresentações de poesias de cunho social, em colégios e cinemas, com público de até 500 pessoas. Participou do grupo teatral da Uges, fazendo apresentações em várias cidades.

1963 – Representou a Prefeitura Municipal de Porto Alegre na cidade de Natal, RN, para conhecer o projeto De Pé no Chão Também se Aprende a Ler e Bibliotecas Populares de Rua, além do início do Projeto de Alfabetização Paulo Freire naquele Estado. No RS participou da implantação do Projeto Paulo Freire de Alfabetização.

1964 a 1965 – Atuou como redator do segmento internacional do Grande Jornal Falado Farroupilha, na Rádio Farroupilha (hoje Gaúcha) e atuou como repórter policial do jornal Zero Hora, então recém lançado, em substituição ao jornal Última Hora.

1972 – Organizou a exposição/feira Mundo da Criança no então Parque de Exposições do Menino Deus, onde as crianças participaram pintando, pulando, manipulando máquinas (grande novidade na época). Nessa ocasião, juntamente com Antônio Carlos de Sena, produziu o primeiro filme profissional e sonoro em Super 8, no RS, divulgando o evento e sua proposta educacional.

1980 – Ingressou na magistratura do Rio Grande do Sul jurisdicionando nas comarcas de Viamão, São José do Norte, Rio Grande, Mostarda, Arroio do Meio, Lajeado, Estrela, Encantado, Sapiranga, Porto Alegre. Aposentou-se em 1994.

1989 – Publicou a coletânea Minha Mulher Chamava-se Jarbas, contos, Editora Movimento.

1992 – Publicou o romance Crônica da Paixão Inútil, Editora Movimento.

1995 – Assumiu como Diretor Cultural da AJURIS (Associação dos Juízes do RS) criando o Caderno de Literatura, considerado, em suas últimas edições naqueles anos, como o segundo melhor do Brasil (editado até os dias de hoje) e criando o programa Divulga Arte, propiciando aos juízes gaúchos a oportunidade de expressarem-se também pela arte, especialmente a literatura.
Publicou o romance Jogo do Passa-Conto, Editora Italiana.

1999 – Foi eleito membro do Conselho de Avaliação e Seleção do Fumproarte e atuou como membro do corpo de jurados para a seleção do Prêmio Açorianos de Teatro, ambos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Eleito Vice-Presidente da Associação Gaúcha dos Escritores.
– Coordenou o I Seminário Nacional do Direito Autoral, sendo um dos fundadores e membro da Fórum Nacional do Direito Autoral, com sede na ABI – Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro, RJ.
– Publicou o romance Bianca di Morano, Editora Movimento.

2000 – Coordenou o II Seminário Nacional do Direito Autoral, que aconteceu durante a Feira do Livro de Porto Alegre, sendo um dos fundadores e membro do Fórum Estadual do Direito Autoral, com sede na Associação Gaúcha dos Escritores, Porto Alegre.

2002 – Participou da coletânea Porto Alegre, Curva e Prazeres, Editora WS. Assinou coluna diária de opinião no jornal O Informativo, da Lajeado, sob título Paraíso Brasil. Publicou artigo Quem Diz Sim, Pode Dizer Não, Editora Vozes. Publicou o ensaio sociológico Essa Coisa Chamada Justiça o qual, em segunda edição, recebeu o título mais adequado de Chico Mendes – o mito, a mata, a morte.

2003 – Foi finalista no Prêmio Açorianos de Literatura, categoria ensaio, com o livro Essa Coisa Chamada Justiça.

2005 – Publicou o romance A Cor Verde do Arco-íris, Editora Movimento.

2006 – Participou na coletânea Nós, os Calabreses, Editora EST Edições.
2007 – Organizou e participou da coletânea Inquietude, Editora AGE.
2008 – Lecionou Criação do Texto Literário, em aulas semanais, no Studio Clio, Porto Alegre.
2009 – Organizou e participou das coletâneas:
– Contos de Abandono, Editora Libretos.
– Contos Legais, Editora Letra & Vida, em parceria da Ajuris com o Instituto de Letras da UFRGS.

2011 – Recebeu Menção Particular no XXVII Premio Mondiale di Poesia, Provincia Reggio Calabria, Itália, patrocínio Unesco.
2012 – Organizou e participou das coletâneas: – Contos do Desejo, Editora AMB. – Poemas de Amor e Ódio, Editora AMB.
2013 – Eleito para a Cadeira 27 da Academia Rio-Grandense de Letras.
Participou e escreveu a apresentação de Cuentos de Ley, Editora UFRGS.Organizou a coletânea Tudo na Mais Perfeita Ordem, Editora Kelps.

2014 – Publicou o ensaio Criação Literária, da Ideia ao Texto, Editora Letra&Vida.

2015 – Lecionou oficina Criação de Personagens, em aulas semanais, no Santander Cultural. Ministrou curso Crônica e Conto, no Espaço Metamorfose.
Finalista no Prêmio Off Lip de Literatura Infanto-Juvenil, conto Crime da Letra Morta.
Eleito Vice-Presidente da Academia Rio-Grandense de Letras.

2017 – Foi eleito Presidente da Academia Rio-Grandense de Letras.
Publicou:
– Yossef, o Judeu Errado (romance), Editora Metamorfose.
– Adão, Eva e Outras Criaturas (contos), Editora EST Edições.
– Paraíso Brasil (crônicas), Editora EST Edições.
– O Teatro de José Carlos Rolhano Laitano, Editora EST Edições.
– História da Academia Rio-Grandense de Letras e Parthenon Litterario, ensaio, Editora Metamorfose.
2018 – Participou, como convidado da Intendencia de Paso de Los Libres, Argentina, da I Feria Del Libro.
-Foi eleito suplente para o Conselho Estadual de Cultura do RS.
_Foi agraciado como primeiro Sócio Honorário da Associazione Culturale SNC Libri Scrittori, Roma, Itália.
Organizou o I Congresso Estadual das Academias de Letras do RS, em Porto Alegre.Lançou o curso on-line Criação Literária, da Ideia ao Texto, pela plataforma Hotmart.
Presidiu o II Congresso Estadual de Academias de Letras do RS, em Santa Maria, RS.
Eleito para Conselho Setorial do Livro e Literatura, da Secretaria de Estado da Cultura, RS.Fundou a PreparaAttore, Filmes e Artes, juntamente com o Diretor Guto Franco (ex-Rede Globo), visando a realização de cursos de preparação de atores, criação de personagens, roteiros e produções audiovisuais.
Organizou, juntamente com Guto Franco, pela PreparaAttore, o curso de formação de ator e criação de personagem, em Gramado, RS, em parceria com o Museu do Festival de Cinema (embora divulgado, não se realizou face a pandemia).
2020 – Escreveu o roteiro, junto com Guto Franco, e atuou como ator principal no curta-metragem O Tigre e o Sonho, que foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Punta Del Este, Uruguai.
Escreveu o roteiro e atuou como ator solo o curta-metragem A Cor Verde do Arco-íris.Gravou os vídeos Cartas a Um Jovem Poeta, Missa com Dom Hélder Câmara, Verdade e Mentira na Literatura, Mrs. Dalloway, As Horas.
Publicou:
– A Árvore Maior Que tudo (conto).
– A Formiga e a Cigarra Cantatriz.
– História da Academia Rio-Grandense de Letras e Parthenon Litterario em segunda edição atualizada.
– Três Minutos Para Morrer (romance) – em e-book, inédito em papel.
Disponibilizou pelo YouTube, gratuitamente (pandemia), o curso Criação Literária, da Ideia ao Texto.
2021 – Lançou:
– Depois a Gente Vê (conto juvenil).
– O Crime da Letra morta (conto).
– Yossef, judeu errado – 2ª edição
– História da Academia Rio-Grandense de Letras e Parthenon Litterario – pela Editora Alcance.

2022 – Publicou a 2ª edição do ensaio Criação Literária – como escrevem os grandes autores – da ideia ao texto, pela Editora Alcance.

2023 – Lançou o projeto Sem Exceção Rádio Podcast, com publicação em diversas plataformas.

Assista a entrevista biográfica

Projeto ESCRITORES DA NOSSA TERRA – literatura e memória BIOGRAFADO: escritor JOSÉ CARLOS LAITANO APRESENTADOR: Giovani Pasini (Carlos Giovani Delevati Pasini)

https://youtu.be/DnpqG_P2KGw